O Dia Mastroianni

O Dia Mastroianni

O Dia Mastroianni None

  • Title: O Dia Mastroianni
  • Author: João Paulo Cuenca
  • ISBN: 9788522008926
  • Page: 444
  • Format: Hardcover
  • None

    • [PDF] Download Õ O Dia Mastroianni | by ✓ João Paulo Cuenca
      444 João Paulo Cuenca
    • thumbnail Title: [PDF] Download Õ O Dia Mastroianni | by ✓ João Paulo Cuenca
      Posted by:João Paulo Cuenca
      Published :2019-08-06T08:10:02+00:00

    613 Comment

    Como uma metáfora da história sobre aparências contada em suas páginas, o livro se mostra oco. Sai do bom argumento de dois amigos que se vestem a caráter para um dia inspirado em Marcello Mastroianni, vagando por bares, restaurantes, casas de jogos e festas, mas não chega a lugar algum. Falta mensagem, unidade e, principalmente, alma. O que se passa é apenas uma sucessão de fatos, diálogos vazios, mudanças de perspectiva e experimentações linguísticas.

    Lembro de ter algum interesse na literatura de JP Cuenca quando comecei a me interessar por livros adultos e sua "geração" (Daniel Galera, Joca Terron, Daniel Pelizzari, etc) estava em franca ascenção. Levei dez anos para chegar n'O Dia Mastroianni e talvez tenha sido esse o problema. Talvez se lido na inocência da juventude (risos), a bobagem metalinguística do autor se torna fascinante, mas hoje em dia soa apenas pretensiosa, incorrendo ainda no terrível erro de fingir que não o é. Qu [...]

    Na orelha do "Dia Mastroianni" o livro é apresentado como um romance geracional, criticando acidamente os defeitos da geração atual. Para tanto, Cuenca deixa bastante claro recorrer e mergulhar numa crítica à pós-modernidade que acredito não ter capacidade de avaliar o quão sagaz seja. Percebi que a cidade em que os personagens circulam são, nestes tempos globalizados, todas cidades do mundo: Londres, Paris, Rio de Janeiro, virando a esquina troca-se de metrópole. E, no entanto, todos [...]

    É muito bom e a metalinguagem é interessante mas a história em si é igual a muita coisa e extremamente "vamos voltar aos velhos tempos". Pedro Cassavas é muito, muito chato. Uma das coisas que, estranhamente, salvou o livro foi o Mr. Mxyzptlk, que, apesar do nome estranho e dos ideais insanos, é exatamente o que eu esperava do personagem.

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *